Seja Bem vindo!!!

Encomendas e Contato pelo e-mail:

blog.flordeprenda@gmail.com

Conheça também a FanPage do Blog =)

Obrigada


quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Da vida que a gente leva...


Oi gente, primeiro quero dizer que esse é um post diferente, talvez saia grande demais, as vezes a gente se empolga... mas tenho recebido vários e-mails falando sobre trabalhar em casa, e as vezes fico com medo de incentivar de maneira errada, mas tambem não quero faltar com o apoio, que eu mesma já busquei...então a idéia é falar sobre a nossa experiência aqui em casa, de nós!!!
Esse último e-mail, começava bem assim:
Ha alguns meses venho acompanhando seus trabalhos no seu blog FLOR DE PRENDA e cada dia te admiro mais, pois tens duas lindas filhas, e ainda dá conta de tudo isso !!
Me identifiquei muito com você porque assim como vc acabei de receber o segundo presente de Deus, minha segunda princesa hoje com 8 dias, já tenho uma  de 2 anos, uma delicinha também. Além disso, há dois meses, depois que conheci o teu blog me arrisquei e comprei uma máquina de costura, e por enquanto só estou sonhando em conseguir fazer alguma coisa... comecei tentando fazer uma fraldinha de boca utilizando um pap que vc disponibilizou no blog, e mesmo que o resultado não ficou lá essa coisa toda, eu fiquei super feliz com meu primeiro trabalho.
...O problema é que meu marido não consegue manter a casa sozinho se eu simplesmete deixar o trabalho, e também sei que não seriacorreto, por isso estou pensando neses 6 meses que tenho de licença maternidade investir pesado em descobrir meu talento para a costura em patcwork...
*****

Bem, quando eu tinha 20 anos, tinha um trabalho normal, numa empresa, na cidade onde minha familia ainda mora, aqui no MT tambem. Então casei, engravidei, Laura nasceu. Entrei em licença maternidade já com tudo certinho pra minha volta... então, quando Laurinha tinha 2 meses, precisamos mudar de cidade... por conta do trabalho do meu marido!
Chegando aqui, sairia mais caro eu trabalhar fora, do que ficar em casa... e como o marido viajava muito naquela época, decidimos, em conjunto, que o melhor pra todos nós era eu ficar em casa. E assim estamos até hoje...
Logo ganhei uma maquina de costura usada (pra me intreter e fazer pequenos consertos). Sempre gostei de inventar umas coisinhas... bordava ponto cruz, e fazia crochê... simmmm minhas primeiras encomendas foram de crochê =) para quem estava parada há um tempo, qualquer troquinho era lucro né!!!

Depois engravidei novamente, não gostei de nada que via nas lojas de enxoval de bebê... as vezes via coisa cara demais, com qualidade de menos... sem contar que eu ainda tinha algumas peças do enxoval da Laurinha... então, resolvi fazer tudo...
Nessa época já tinha o Blog a mais de 2 anos, e fui compartilhando tudo com as amigas...
Então, logo depois do nascimento da Julinha, comecei receber uns comentários pedindo se eu faria encomendas... fiquei chocada... perplexa... e como conhecia várias meninas que já trabalhavam pela internet, pedi um monte de conselhos... sempre fui muito bem amparada por todas...
Marido achou 'interessante', tinhamos a ideia de que se não desse conta, ia parar com isso e pronto... mas ai as coisas foram progredindo, desde então nunca fiquei sem nada pra fazer (ah não ser os últimos meses do ano passado)... 
A rotina aqui as vezes é complicada... as meninas sao minha prioridade absoluta, mas eu tenho prazos a cumprir. QUando a Julia era pequeninha, passei muitas noites bordando embalando o carrinho =(
Hoje em dia vou parando a máquina para organizar almoço, para por roupas pra lavar, pra corrigir tarefa de casa, pra prender cabelo de boneca...
Ontem mesmo eu estava finalizando um tapetinho puff, e as meninas resolveram distrinxar o saco de plumante pela sala- fazendo NEVE- Julia colocou dois maços debaixo dos braços e me disse: olha meu subaco cabeludo ... ai tudo vale a pena... terminei o trabalho,e tinhamos mais bagunça p organizar... e uma foto hilária pra rir depois...
Em uma empreitada assim apoio é fundamental, e da familia toda... aqui marido ajuda muito... principalmente com as meninas...  quando possivel, levando em consideração que ele ainda viaja bastante a trabalho.
Os afazeres domesticos aqui tambem são delegados... até Julia ja tem suas pequenas obrigações! Como não temos ajudante em casa, qualquer coisinha que alguem faça, é uma coisa a menos pra mim...
Marido apoia, marido xinga com minha enrolaçao de agenda, com minha mania de não saber dizer não, marido vai no mercado, na padaria, na farmacia, marido leva criança na escola, marido cumpre sua parte das tarefas do lar sempre que possivel... ajuda com a comida, e se a coisa apertar até passar roupa ele passa (melhor que eu - sempre digo... ele devia assumir isso pra sempre) ... e marido sempre acha tudo bonito =)
Laura organiza as camas, brinca com a irmã, guarda a louça, trata a cachorra... muitas vezes tenho que fazer pequenas trocas do tipo:
- eu vou costurar agora, fiquem bem queridas que depois a gente sai dar uma volta de bicicleta... ai elas brincam, assistem dvd, então cumpro minha parte, nem que depois eu fique na madrugada terminando as 'tarefas do dia'... (como hj mesmo, que fiquei pra organizar algumas encomendas, e responder mais uns e-mails... alem de montar esse post)
Então, quando recebo um e-mail assim, fico pensando sabe... não sei o que dizer mesmo...
Acho que o principal é ver o comprometimento, e apoio do companheiro, ser mãe já é uma atividade muito puxada, entao entrar numa nova empreitada bem nessa fase as vezes é mais dificil... Não é impossivel, claro que não... com dedicação e boa vontade, tudo é possível... só que no começo o retorno financeiro é pequeno e por menor que seja o investimento em máquinas e materias, sempre é necessário...
No começo tambem tem essa questao de organização, de afirmação.... e largar um bom emprego pra entrar para o artesanato pode ser muito prazeroso, mas dificilmente vc vai conseguir igualar o salário nos primeiros meses...  as vezes é melhor combinar alguns cortes de orçamento pra não depender tanto de uma renda ainda inexistente... mas o gostinho de ver essas pessoinhas crescerem de perto, não tem preço!!!

17 Comments:

My Life Arts said...

bom dia,, Flor parece que vc esta falando de mim tbem kk eu tbem comessei com o artesanato desse mesma maneira, sempre trabalhei fora, ai depois que nasceu meu filha Ana Carolina hoje com 10 anos, tava tudo programado pra eu voltar a trabalhar depois da liçenssa maternidade ai **marido** tbem foi transferido de cidade minha filha estava com 9 meses, deixei tudo pra traz comessando pela familia nunca morei longe foi uma tristeza imensa passei quase um ano todo mês que vinha visitas a familia eu ia embora chorando aos prantos, nunca passei 30 dias sem ir ver eles, ai depois de 1 ano e 8 meses **marido** transferido denenovo, fiquei nessa vida de mudar por 8 nos nesses anos mudei 5 veses, ai fiz como vc pra voltar a trabalhar numa cidade que vc não conhecer ninguem com filha bebê decidimos que o melhor era eu ficar em casa, no primeiro ano foi muito dificel, era eu e ela sempre sozinha, marido trabalha direto tbem viajva, ai comessei a me interessar pelo artesanato, comessei a pintar guardfanapos,não deu certo, ai resolvi a fazer biscuit amei fiz muiiiiiito ai depois parei, comssei a pintar mdf faço isso até hoje,ai comessei a me interessar pelos tecido fazer fuxicos faço até hoje kk comprie uma maquina de costura mais faço só o basico kk, e agora estou trabalhando com e.v.a que deu super certo,,enfim, agora retornei a minah cidade onde minha familia mora tenho um outro filho Paulo Ricarod de 4 anos, comrpei munha casa propria, como vc dise no comesso não é facil mais tbem não é impossivel, eu só tenh oa agradecer primeiro a DEUS, meu marido que sempre me deu apoio e minha familia que sempre me deu apoio tbem,TENHO O MEU CANTINHO DE TRABALHO,,MAIS AINDA FALTA deixar ele lindo e perfeito,MAIS UM DIA CO MA GRAÇA DE DEUS EU CONSIOG,,POSSO DIZER NESSE MOMENTO QUE SOU FELIZ COM O QUE FAÇO E FAÇO COM MUITO AMOR!!!!bjs com carinho
MARCIA

Arte da Ana said...

Bom Dia,
Olha, se vc tivesse um fã-clube, com certeza eu seria presidente dele,rsrsr.
Sou super fã de seus trabalhos sempre caprichados, e como te acompanho pelo blog, acabei me tornado fã da sua familia tbm. Suas filhas são um encanto, maridex (como vc o chama) sempre presente, e vc parece que é a super mulher que dá conta de tudo isso, valorizando sempre sua família, que hoje em dia isso é raro.
Também me arrisco nos artesanatos, tenho um blog e uma lojinha na Elo 7, meu mair prazer é ver a peça pronta e a cliente satisfeita, mesmo que como vc disse , o retorno é bem menor do que se eu trabalhasse fora. Hoje eu até poderia, pois meus filhos já estão criados e na faculdade,mas espera-los chegar em casa com a jantinha pronta e maridão elogiando não tem preço. Te admiro e desejo que o Senhor continue abençoando seu talento.
Ana.

Ke said...

Adorei o post! Sempre fiquei imaginando como vc dava conta de tudo... trabalho fora 4h e permaneço em casa o tempo que resta, e não dou conta... mas é uma questão de escolha, e vale muito a pena ver as crianças crescerem comigo em casa!!

Patrícia Vicente said...

Desde a primeira vez que passei por aqui me identifiquei demais com vc, e agora lendo esse post, poxa, mais ainda, parece que escreveu pra mim, tbm vivo esse dilema, tenho duas pequenas (com a mesma idade das suas, rsrsrs), amo artesanato e faço umas coisinhas, muito timidamente, mas de vez em quando recebo umas encomendas. Obrigada por compartilhar suas experiências conosco, e parabéns pela super mulher que vc consegue ser, que Deus abençoe vc e sua família linda, bjo grande!

Patrícia Vicente said...

Desde a primeira vez que passei por aqui me identifiquei demais com vc, e agora lendo esse post, poxa, mais ainda, parece que escreveu pra mim, tbm vivo esse dilema, tenho duas pequenas (com a mesma idade das suas, rsrsrs), amo artesanato e faço umas coisinhas, muito timidamente, mas de vez em quando recebo umas encomendas. Obrigada por compartilhar suas experiências conosco, e parabéns pela super mulher que vc consegue ser, que Deus abençoe vc e sua família linda, bjo grande!

Jéssica Zborowski said...

FALOU E DISSE MAGRONA hahahaha

clap clap clap pro Adri.. que ficou como bola cheia do post!

mas é bem isso né amiga..sem ajuda nada flui!
beijão!

Carla Patrícia de Morais said...

Só umas palavrinhas: TU ÉS UMA MULHER ADMIRÁVEL!!! tenho orgulho de poder fazer parte das tuas fãs!!!Beijos!
http://pathyarteira.blogspot.com

Liza Artesanato said...

Oi sou sua fã também,acompanho seu blog e acho tudo lindo.
Eu também sou um pouco arteira,sempre gostei de artesanato mais era tudo caro.
Tive um acidente e fiquei de liçença pra não enloquecer comecei fazendo mdf e fiquei me ariscando em outras artes também,fiz um blog lizaartesanato.blogspot.com me visita.
Que Deus lhe dê muita saúde e pra sua linda família também.bjs......

Tainá Arteira said...

Ai Irma pra variar me emocionei muito com seu post. Me identico muito com você. Também tenho uma princesinha em casa com quatro aninhos... uma graça... esta indo pra escolinha neste ano! Moro numa cidade pequenininha com 14 mil habitantes, trabalho o dia todo numa função que exige muuuito de mim... sou responsável pela contabilidade de uma cooperativa de crédito da rede Sicoob. Tem 16 anos que trabalho lá, a cinco anos tive câncer na tiróide e após passar pelo tratamento me dediquei ao artesanato como terapia pra superar o tratamento... após seis meses que passei por tudo engravidei e minha vida se encheu de luz com o sorriso da minha princesinha... Tainá. As minhas amigas foram vendo os meus trabalhos e as mais chegadas me deram o maior apoio e começaram as encomendas... adoro ver o resultado do meu trabalho... faço pintura em mdf, decoupage e patchaplique.... adoro tudo que é artesanato. Durante o dia trabalho de oito as cinco, venho pra casa, curto minha filhota e pelas oito horas do noite começo e paro só quando o sono chega pra entregar minhas encomendas... Meu marido como o seu me ajuda muuuiiito mesmo. Como o seu, ajuda nas tarefas de casa, cuida da Tainá e ainda de quebra me dá uma mão com as peças... é uma correria, encomendas, filha, trabalho, caso, marido, mas eu adoro tudo isso!
Obrigada pra te dizer seria pouco, pois vc me inspira muito em continuar isso tudo, me identifico muito com vc em suas postagens... fico esperando ansiosa no flor... que sigo constantemente. Beijos pra vc, sua família... que Deus a abenço muito e sempre!!

Tati Fernandes said...

Sigo teu blog há um bom tempo e sempre te admirei, ainda mais agora que dissestes isso tudo: és fantástica!! Também tenho 2 filhas (uma de 5 anos e uma de 1ano e 10 meses), fico em casa cuidando delas e da casa enquanto o marido trabalha. Também faço artesanato, tenho um blog, mas aqui na minha cidade é difícil de vender, ninguém valoriza. Então, vendo e presenteio para a família mesmo!! Não é fácil essa vida de cuidar sozinha das crianças e da casa, eu sei bem. Mas ao contrário de muitas blogueiras por aí, meu marido não me apoia no que faço. Sempre diz que isso não dá dinheiro e que eu deveria fazer alguma coisa que "prestasse". É, eu estou vivendo um dilema. Sem apoio, não tem quem aguente! Mas ainda bem que minhas pequenas adoram as coisinhas que eu faço pra elas!
Tá aqui meu desabafo...
Um beijo...

Paula Gois said...

Irma... vc é realmente inspiradora. Mesmo com as dificuldades, vc faz parcer que é simples ...rsrs Meu dilema tb é o de ficar em casa, afinal tenho 3 filhos, ou voltar a trabalhar...Daí vem os questionamentos: Se volto a trabalhar quem cuidara das crianças? Se fico em casa, "marido" não da conta do custos... E eu? como fico? pois sempre trabalhei... desde os meus 16 anos..Enfim ver seus post's sempre refrigeram a alma... Um grande abraço! E como nós dizemos por aqui: Vc é arretada!
Paula Gois(Petrolina - PE)

Alexandra said...

Oi Irma! Amei seu post, e como muitas, me identifico demais com sua história. Amo artesanato, e até faço algumas coisas, vendo, criei um blog há alguns meses, e tenho duas filhas, com 16 anos e outra com 8 meses. Estou em casa com a bebê, mas marido ganha pouco, as despesas são muitas e ele não acredita muito nisso... Embora tenha me formado em Administração, não sei se quero trabalhar fora e perder esse tempo precioso com a bebê... Quero de verdade conseguir fazer meu blog conhecido, para que a frequência das encomendas cresçam bastante. Coloquei tudo nas mãos de Deus, pois só Ele sabe o que devo fazer. Obrigada por compartilhar tanta beleza, e não digo apenas a beleza da sua arte, mas principalmente do seu exemplo de que sonhos são possíveis de se realizarem, basta antes de tudo acreditar que tudo é possível para Deus.

Rose Moura said...

Oi querida passei prá dizer que sou sua fã desde que conheci seu blog á quase 1 ano. Acho seu trabalho maravilhoso, vc é muito criativa e tem muito bom gosto. Eu também adoro artesanato faço de quase tudo um pouquinho, no momento estou montando um blog para postar minhas arterices, passa lá prá vêr e comentar tá?
Ah, já te enviei um email mas não tive resposta será que vc recebeu?
Bom já coloquei o Flor na minha lista de preferidos. Um forte abraço e fique com Deus!
Meu blog: roseminhaarte.blogspot.com.br

Unknown said...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown said...

Adorei esse post, sempre admirei sua capacidade em cuidar da família e se dedicar ao trabalho, porque dá uma impressão que é tão fácil rs, mas a vida não é só glamour. Acabei de ser demitida do meu trabalho tenho dois filhos um de 12 anos e um bebê de 8 meses e tenho pensado muito em ficar mais perto deles e desenvolver alguma atividade em casa que me permita isso, inspirada em seus lindos trabalhos fiz uns saquinhos de maternidade para o meu bebê e quem viu gostou, não sou muito habilidosa, mas quem sabe né?Beijo para você e suas princesas.

Gaby Bassi said...

Como sempre me surpriendendo com seus post, quanto tempo estou afastada do mundo do blog, sem postar, bordando tao pouco, me sentindo toda enrolada e fraca para comecar, e lendo tudo que escreveu, deu um animo, se queremos, e temos forcar de vontade conceguimos tudo que queremos continue assim incentivando sempre com suas lindas historias, que Deus te ilumine sempre.

Cláudia said...

Oi Irma!!!
Estou vendo que este post é a cara de todas nós artesãs!!!
Isso que você fez foi muito legal, compartilhar, aliás é o que você sempre faz!!!

Com certeza, está ao lado de nossas filhas é muito melhor!!!
Você tem uma família maravilhoso, presente Divino!!!

Beijinhos
Cláudia